FECHAR

Imprimir
Publicado em 03/09/2021

Pedidos de recuperação judicial e falências estão em queda desde 2016

Os pedidos de recuperação judicial e falências de empresas nunca estiveram tão baixos nos últimos seis anos. No país, entre janeiro e julho deste ano, foram registrados 528 pedidos de recuperação judicial e 568 requerimentos de falências. Os dados são do Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian. Juntos, os setores de comércio e serviços representam 73% dos pedidos de recuperação judicial. Na análise por porte, as micro e pequenas empresas lideram com 357 pedidos este ano.

 

O levantamento histórico demonstra que, desde 2016, essas ações estão, anualmente, em queda com redução de 39% nos requerimentos de recuperação judicial quando comparados os primeiros sete meses de 2020 e de 2021. De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o crescente relaxamento das medidas restritivas impostas às empresas, junto ao avanço da vacinação, afetaram positivamente os empreendedores brasileiros. “A retomara da economia deve se manter no segundo semestre do ano à medida que o cenário de saúde no brasil demonstra melhora. Apesar da maior dificuldade para os micro e pequenos negócios, que foram mais afetados pelo pouco fôlego do fluxo de caixa, essa retomada impacta a confiança financeira dos empresários que, aliados as linhas de crédito disponíveis, passam a ter um desempenho econômico melhor em suas empresas”. A Serasa disponibiliza a série histórica do indicador neste link.

 

Profissionais do setor de fomento que tenham oportunidades de negociar com empresas em recuperação judicial, podem participar da aula virtual do SINFAC-SP sobre o assunto. Ministrado pelo advogado Alexandre Fuchs das Neves, consultor jurídico do Sindicato, o curso online de ensino à distância tem duração de quatro horas e aborda as principais precauções necessárias para operar com clientes nesta condição. “Uma das principais questões é ‘como’ não conceder crédito para empresa em recuperação judicial. Um dos maiores problema é a falta de regras”, avalia Alexandre Neste cenário, torna-se ainda mais importante acompanhar de perto o cedente, principalmente o cumprimento de seu plano de recuperação econômico-financeiro.

 

Para quem já é credor de empresa em recuperação judicial, o curso traz esclarecimentos sobre a importância de sua participação no plano de recuperação. As inscrições no curso podem ser feitas pelo link: www.sinfacsp.com.br/evento-ead/386 com gratuidade para associados do SINFAC-SP e custo de R$ 400 para os demais interessados.

Video institucional

Cursos EAD

Cursos e Eventos

Nenhum evento disponível.

Fotos dos Eventos

Sobre o Sinfac-SP

O SINFAC-SP está localizado na
Rua Libero Badaró, 425 conj. 183, Centro, São Paulo, SP.
Atendemos de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.