VOCÊ SABE QUANTO VALE SUA EMPRESA?

Vou compartilhar, neste artigo, o que aprendi e continuo aprendendo, ao passar por interessantes experiências, ao realizar trabalhos de consultoria empresarial com objetivo de determinar o valor de uma empresa. 

Inicialmente, faço as seguintes perguntas: Você sabe qual é o valor de sua empresa? Você saberia avaliar ou calcular o valor de sua empresa?

Com muita frequência recebo consultas de empresários para desenvolver um trabalho para determinar o valor atual estimado de sua empresa. Ocorre esta consulta quando eles estão sendo sondados por terceiros querendo investir ou adquirir parte ou a totalidade de suas quotas dentro da empresa, ou somente, para que o próprio empresário se norteie qual realmente é o valor atual estimado de sua empresa, a fim de planejar não somente quanto ao futuro do negócio, como seu horizonte como sócio e empreendedor.

Tenho certeza que é muito interessante o empresário ter esta informação, pois o ajudará muito na determinação e elaboração de metas para a empresa, bem como no seu crescimento e projeção de rentabilidade dos lucros a serem auferidos e distribuídos aos sócios, além de ser um grande referencial para saber se os objetivos de valorização da empresa estão sendo atingidos.

Neste caso específico estamos falando de empresários proprietários de médias e pequenas empresas. Nas grandes companhias já existem profissionais que obtêm estas informações quase que instantaneamente por métodos já determinados internamente, que constantemente são aprimorados com altíssimo grau de sofisticação e precisão, incrementado por sua própria tecnologia da informação. 

O método mais comum para apuração deste valor está norteado pelo conceito de VALUATION, que pode ser dividido em quatro etapas:

• Estimar o fluxo de caixa, projetando a empresa no médio prazo.
• Definir uma taxa de desconto.
• Calcular o valor dos ativos da empresa (bens e direitos).
• Trazer os resultados projetados para o valor presente.

Este método evidencia claramente e detalha todos os valores nele trabalhados, como também o seu conteúdo e critério de apuração, de forma objetiva e transparente, levando claramente ao entendimento quanto ao auferido como referencial para o valor de uma empresa. 

Mesmo assim, ao concluir o trabalho da determinação do valor referencial de uma empresa, este valor não deve ser considerado absoluto, com já comentamos anteriormente. Ele é uma referência para o início de uma conversação entre o vendedor e o comprador. Lembrem-se, ainda haverá várias arguições por parte do comprador, que tentará por outros métodos ou mesmo informações de mercado, reduzir o valor em questão.

Neste trabalho, o contador da sua empresa terá papel importante, juntamente com o consultor que o desenvolve, pois o bom contador terá preciosas e reais informações daquilo que ocorre na contabilidade da empresa, favorecendo a apuração do valor, um trabalho cada vez mais fiel à realidade.

A contabilidade deverá ter firme atuação, mantendo de forma rígida todos os controles das operações, sendo implementada e adequando-se sempre às normas da International Financial Reporting Stadards (IFRS) e do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) ou do NBC TG 1000 – Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas, e não apenas um simples registro de suas operações financeiras.

Portanto, seria bom VOCÊ saber “QUAL É O VALOR DE SUA EMPRESA”.

Marco Antonio Granado é empresário contábil, contador, bacharel em direito, pós-graduado em direito tributário e consultor tributário e contábil do SINFAC-SP – Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil Factoring do Estado de São Paulo.
 

Video institucional

Cursos EAD

Cursos e Eventos

Nenhum evento disponível.

Fotos dos Eventos

Sobre o Sinfac-SP

O SINFAC-SP está localizado na
Rua Libero Badaró, 425 conj. 183, Centro, São Paulo, SP.
Atendemos de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.